Fogueira Sagrada - Pedido de Aceitação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fogueira Sagrada - Pedido de Aceitação

Mensagem por Odin em Dom Jun 24, 2012 8:50 pm




Fogueira Sagrada





A Fogueira Sagrada está em um grande campo aberto. A sua paisagem pela manhã é magnifica, o sol tem um brilho maravilhoso e é mais caloroso. Entretanto quando chega à noite a paisagem é mais bela, as estrelas tem um brilho único e a lua fica mais intensa.

O vento é suave e fresco.

Ali só há uma estação, a primavera, deixando o lugar mais esplêndido que o normal.

Mas não é nenhuma dessas coisas que deixa o lugar tão magnifico. Bem no centro do campo encontra-se uma grande fogueira que nunca se apaga. Existem várias especulações sobre o motivo da fogueira nunca se apagar, uns dizem que os deuses nunca deixam a lenha acabar, outros que são os anões, alguns que ela é mágica, já têm aqueles que acreditam que uma das chamas de Hod caiu ali quando ele iluminava o dia, todavia são apenas especulações, não se sabe qual é a correta, ou se possui uma explicação para aquilo.

Muitos também acreditam que, os deuses sobrevoam o campo para observar o local e os seus novos servos.

Outra coisa importante sobre á fogueira, é que ela escolhe novos servos para os deuses.

O sistema de escolha é simples. A fogueira faz várias perguntas para saber sobre a vida dos "candidatos", após isso ela faz aparecer um inimigo para que o novo servo poso demonstrar seu desempenho. Depois que tudo isso foi feito é a vez do mesmo fazer uma oração ao deus a quem quer servir.

Teste para servo
Nome:
Idade:
Servo de: (que deus deseja servir)
Presentes escolhidos: (escolha os presentes aqui.)
História:
Narre uma luta: (minimo de 20 linhas)
Faça uma oração ao deus que deseja servir, pode ser uma suplica, uma adoração, um pedido de perdão, entre outro. (minimo de 7 linhas)

Após ser escolhido, o novo servo é encaminhado para o campo de concentração do seu senhor.





avatar
Odin
Deuses
Deuses

Mensagens : 29
Data de inscrição : 16/06/2012

Ficha do personagem
Nivel: 9999999
HP do Personagem:
90000/90000  (90000/90000)
MP do Personagem:
90000/90000  (90000/90000)

Ver perfil do usuário http://nordic-mythology.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fogueira Sagrada - Pedido de Aceitação

Mensagem por Ray D. Silverfox em Dom Jul 01, 2012 7:12 pm

Aceito - 01/07 - Siga para seu campo de concentração: Aqui.

Nome: Ray D. Silverfox
Idade: 18
Servo de: Odin
Presentes escolhidos:
Presentes:
Espada de Ouro Eterno -É uma espada de cerca de um metro e meio, inquebrável. Ao passar dos leveis ele irá ganhando novos poderes. [Obrigatório]
Escudo das trevas-Escudo que dependendo da forma que for manuseado pode criar uma barreira de espíritos mortos, entretanto tem que está aliado ao poder Mortem.[obrigatório]
Armadura da sabedoria -Armadura de ouro, ao usa-la o usuário torna-se mais perspicaz, tendo maior noção da batalha que o inimigo. [escolha]

História: Ray sempre foi um jovem dedicado, seu pai e sua mãe eram pessoas muitos gentis que o adoravam e tinham orgulho do mesmo, sempre foi Filho único, tem menos gastos da sua família, ao completar a 8° Serie, Um de seus amigos começava a lhe contar sobre os deuses nórdicos, Odin, Thor, Loki, Frigg, Freyja, Njord, e vários outros deuses.Quando completou o ensino médio, com 18 anos, saiu uma noite, e o seu mesmo amigo o levou até a floresta, uma fogueira estava ali, sentando em um tronco, começou a conversar novamente com os deuses.

Narre uma luta:

Leãozinho



Boa Sorte!




-Falas

Ação

Ao chegar na fogueira, que parecia ser mágica, a chama queimava a lenha que ficava normal, ao sentar em um tronco, um monstro gritava no seu ouvido, ele se levantava rapidamente olhando para trás via um monstro esquisito, olhando com raiva para aquele monstro ele começava a falar com o monstro:

- Se é louco é? Quer me deixar surdo? Tenho que manter a calma...

Ray pulava baixamente rodopiando no ar tentando acerta-lo com um golpe de karate em sua cara, o monstro era acertado pelo chute só que sua cabeça se movia pouco, O jovem estava assustado com a situação e logo chamava o animal para mais perto da fogueira, o mesmo o seguia observando cada movimento daquele adolescente, ele logo tentava cortar o peito do Silverfox com suas garras grossas e poderosas, o corte errada mas a pata do mesmo o empurrava em direção a um tronco que fazia o mesmo cair batendo suas costas.
- Porcaria, será que esse monstro existe mesmo? será que existem deuses nórdicos?

O Jovem se levantava do tronco, logo pensando calmamente no seus próximos movimentos, tomando cuidado com aquele monstro que parecia ser um leão com cauda de escorpião, Ray partia para o ataque começando a correr em direção a ele, o monstro tentava lhe atingir com a sua pata que media 30cm mas D. rapidamente pulava para cima dando um mortal, ele tinha praticado vários esportes por causa de seus pais que tinham investido no mesmo, quando estava para cair em cima do monstro logo ficava em uma pose onde sua perna direita esticada e sua perna esquerda encolhida, seus braços como se fosse um pássaro se preparando para voar e sua cabeça firme mirando na cabeça do monstro enquanto que falava.

- Morra, Monstro Miserável, bata com a cabeça no chão e a rasgue.

O Seu ataque funcionava mas o monstro ficava somente inconciente e sua cabeça normal sangrando por causa de um pequeno machucado, era o suficiente para deixa-lo desacordado por volta de 30 minutos.
Template By Flying Away from TDN

Faça uma oração ao deus que deseja servir, pode ser uma suplica, uma adoração, um pedido de perdão, entre outro. (minimo de 7 linhas)

Caro Odin, venho por meio desse pedido para que você me aceite como seu servo, batalhando contra os monstro que ataca os mundos, que faça tarefas como você pedir, que eu consiga ter orgulho de você, que eu consiga proteger meus pais, que eu não deixe eles morrerem por um assassinato ou outra forma, que eu me torne um mensageiro ou um gladiador forte que batalhe por Asgard, atingindo seus inimigos com uma espada e um escudo, até de mãos nuas batalhe pelo orgulho de Asgard, que eu batalhe contra gigantes de gelo, monstros horríveis.
Faça traidores implorarem por sua vida, pessoas pecadoras chorarem pelo seus pecados.
Fazer com as pessoas de seu reino saibam que não devem brigar entre si, ajuda na segurança, ajudar pessoas do seu reino, espero que me atenda, Obrigado.
avatar
Ray D. Silverfox

Mensagens : 3
Data de inscrição : 01/07/2012

Ficha do personagem
Nivel: 1
HP do Personagem:
500/500  (500/500)
MP do Personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fogueira Sagrada - Pedido de Aceitação

Mensagem por Kurt Donald Noah em Dom Jul 01, 2012 8:52 pm

Aceito - 01/07 - Siga para o campo de concentração de Loki: Aqui.
Nome: Kurt Donald Noah
Idade: 20
Servo de: Loki
Presente escolhido: ( Além dos obrigatórios ) cajado camaleão
História: Kurt Donald Noah , um garoto cujo nasceu em um reino desconhecido por todos , '' Crysis '' onde uma pequena população habitava o mesmo . No Reino existiam escolas de batalhas , e outros aprendizados para guerreiros , na qual Kurt e seu irmão mais velho Klaus sempre se destacaram . Ambos sempre foram os melhores espadachins de sua classe ( idade ) , Klaus manuseando 1 espada , e Kurt 2 .
Na tradição se diz que todo guerreiro ao completar 19 anos deve sair do reino para ir em busca de sua jornada a procura dos deuses cujo rezavam ( cada um rezava pelo seu preferido ) . Pelo fato de Klaus ser 3 anos mais velho , saiu primeiro em sua jornada , sem dar notícias nunca mais retornou . Kurt assim que completou seus 19 saiu em busca de seu deus preferido ( Loki ) e , como sonho reencontrar seu irmão cujo nunca mais vira .


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Narre uma luta: (minimo de 20 linhas) : Me aproximo de uma fogueira , cujo o fogo incandescente pairava sobre a mesma , na qual se destacava ao centro de um campo muito belo .
>> Deve ser aqui ... <<
Com algo em mente , me ajoelho em frente a fogueira fechando ambos os olhos , quando escuto um barulho um pouco atras de min de galhos sendo quebrados . Ao me virar me deparo sobre um humano , cujo uma armadura aparentemente barata pois não cobria todo o corpo e estava quase caindo estaria andando em minha direção com uma espada banhada a bronze em mãos .
- Então você será a pedra no meu caminho ? interessante .
Digo isso enquanto me lembrava dos boatos sobre a tal fogueira na qual alguma criatura viria para tentar lhe derrotar em troca de seu sonho . Com um sorriso estampado no rosto , saco 2 espadas banhadas a prata de minhas costas e posiciono ambas em forma de '' X'' como forma de defesa enquanto correria contra o oponente . O Mesmo por ver meu movimento de defesa , viraria sua espada num angulo 180º Graus com a tentativa de acertar minha cintura , na qual meu sorriso aumentara de tamanho , jogo meu corpo para o lado direito e com minhas espadas na mesma posição anterior ( '' X '' ) travo a espada do oponente contra o solo , e descruzo ambas fazendo com que a espada do oponente fosse arremessada a metros de nós 2 deixando o inimigo com as mãos vazias . O O oponente colocara as mãos sobre a cintura , trazendo uma adaga prateada sobre a mão direita e correndo em minha direção novamente .
- Insistente você não ?
Eu diria deslocando meu braço direito contra sua mão , arrancando as luvas de sua armadura ( e posteriormente a mão também ) enquanto com minha mão direita movo a espada contra seu estomago fazendo um grande impacto sobre a armadura , fazendo com que o oponente caísse sentado sobre a grama . Me aproximo do mesmo com calma , na qual ele avaliaria a derrota abaixando sua cabeça sobre o solo , e seu corpo começaria a desaparecer como se meus olhos estivessem embaçados até virar uma pequena névoa que se misturava com as arvores sumindo totalmente .
Me ajoelho sobre a fogueira novamente , e começo a sussurrar algumas palavras , com os olhos lacrimejados como se estivesse fazendo uma oração que tocasse seu coração de alguma forma .

Faça uma oração ao deus que deseja servir, pode ser uma suplica, uma adoração, um pedido de perdão, entre outro. (minimo de 7 linhas):
" Ó Senhor Loki , me desculpe por todas as vezes que falhei , ou por todas as vezes que lhe decepcionei , mais com a honra da vitória anterior , e das vitórias que virão dedico as mesmas para o senhor em troca de seu louvor . O Sangue do oponente derramado sobre o solo é nada mais nada menos que um agrado ao senhor , aceite essa simples oração como um presente e tenha piedade desta nobre alma que vaga em rumo de sua jornada em busca do senhor . "
avatar
Kurt Donald Noah

Mensagens : 8
Data de inscrição : 01/07/2012

Ficha do personagem
Nivel: 1
HP do Personagem:
500/500  (500/500)
MP do Personagem:
500/500  (500/500)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fogueira Sagrada - Pedido de Aceitação

Mensagem por Alassë H. Minnuert em Ter Jul 03, 2012 1:02 pm

Aceito - 01/07 - Siga para o campo de concentração de Tyr: Aqui.
Nome Completo: Alassë Heartwood Minnuert.
Idade: 17 anos.
Serva de: Tyr.
Presentes Escolhidos:
◊ Espada Brilhante- Uma espada de 70 cm , branca e afiada. Ao dia a espada emite uma luz capaz de cegar todos ao redor, no escuro, ela fica brilhando o local. [ Obrigatório ]
◊ Escudo da Guerra- Um escudo feito de aço inquebrável, quando bate em algo emite um barulho de homens com seus gritos de guerra, que confunde o oponente. [ Escolha ]
◊ Colar Sagrado- Colar feito pelo próprio Tyr, emite a proteção do usuário, quando o servo reza pelo deus, ele precisa apertar o colar e, esperar que algo venha protegê-lo. [ Obrigatório ]

História:
Desde cedo, ela percebia que as pessoas a quem se apegava estavam fadadas a algo ruim. Primeiro foi sua mãe,morta em um misterioso acidente.Alassë era pequena na época e como não possuia parentes próximos, logo foi adotada por Julieta,que também juntou-se à mãe da garota pouco tempo depois.Seus avós maternos preocupavam-se com o sumiço constante da garota,ainda mais quando os desaparecimentos começaram. No momento em que sua segunda mãe veio a falecer, os problemas se intensificaram e, a mando de seus avós, ela passava a maior parte de seu tempo presa em casa.
Sua última fulga porém, não foi tão bem planejada e por conta do trauma que sofrera,suas lembranças tornaram-se vagas, o que intensificou sua crise de personalidade. Dizem que a loira foi para um refúgio de "pessoas como os mesmos problemas" que ela depois que do trauma que sofrera. Agora possui uma ligação com os deuses. Por conta disso,Alassë não possui muitos amigos e até mesmo gosta que as coisas continuem nesse modo,afinal, nunca conseguiu encontrar alguém que se adeque a sua excêntrica personalidade.
Narre uma luta: (minimo de 20 linhas) :
A caminhada pelo fora silenciosa,por mais que meus pensamentos se voltassem para coisas nada agradáveis.Era notável que o clima proposto naquela parte do refúgio dos servos girava em torno do temor e mistério,sentimentos estes que só aumentavam dentro de mim a medida que caminhava.O latido de lobos poderia ser ouvido a quilômetros de distância,o que tornara aquele combate mais tenso e sinistro. Meus olhos vagavam constantemente para os barulhos diunos,por menores que fossem. Era possível ouvir gritos de sucesso dos outros servos e até mesmo pequenas explosões. Só eu estava no meio do silêncio,sendo acompanhada por sombras à minha espreita e galhos sendo quebrados enquanto caminhava mais para o coração do campo. E então eu vi: a poucos metros,um javali descansava próxima a uma árvore,iluminado pelos alaranjados raios do sol.Suspirei,tomando coragem após caminhar.

A criatura correu para cima de mim quando sentiu minha presença,contudo, eu já estava preparada. A Espada brilhou ao ser tocada por minhas mãos,causando um clarão ofuscante no local. Um grito estridente saiu de seus lábios quando avancei na direção do animal,com a espada luminosa em riste. Aproveitando aquela deixa,ativei o escudo de bronze,protegendo-me quando o poder que lancei no animal passou. Quando preparava-me para acertar contra a criatura novamente, o javali correu na minha direção, lançando-me contra uma rocha. Um gemido de dor escapou de meus lábios e eu abriu os olhos,vendo que o javali corria novamente em minha direção. Por mais que sentisse meu corpo reclamar de dor, fui rápida o suficiente para sair do caminho do animal antes que ele me acertasse,deixando-o colidir por entre as árvores. Envolvida pela adrenalina da batalha,suspirei pesadamente,tocando na grande marca roxa que se destacava em meu braço,estreitando os olhos para o animal.
Conseguindo soltar-se da armadilha,o animal saltou sobre mim,entretanto consegui atingir-lhe o tronco, deixando-o imobilizado até o mesmo não aguentar e explodir em uma nuvem de poeira. O silêncio tornara a pairar na floresta,assim que a explosão do monstro em cinzas fora ouvida.Levantei-me e pigarrei,encontrando-me sozinha ali. Dispersei a poeira cinza de minhas roupas e rumei pela trilha estreita até chegar à fogueira,que precipitava.
Faça uma oração ao deus que deseja servir, pode ser uma suplica, uma adoração, um pedido de perdão, entre outro. (minimo de 7 linhas):
Aceito a guerra como parte de mim. Não é por gostar dela ou não, mas sinto que sem ela eu não saberia viver. Passar a minha vida lutando que me fez perber isso, não importa o momento, a guerra sempre estará dentro de mim, e eu tenho que aceitar isso para viver comigo ou com o mundo.Ser serva de Tyr, o deus da guerra, significa ser forte. Tive que aprender a me virar sozinha, fugindo de monstros e de mim mesma durante toda a minha vida. Por isso sei que sou forte, tanto interna como externamente. Tenho que travar minhas próprias batalhas a todo instante, para que tenha a miníma esperança de vencer essa guerra eterna que chamamos de vida.
avatar
Alassë H. Minnuert

Mensagens : 10
Data de inscrição : 02/07/2012

Ficha do personagem
Nivel: 1
HP do Personagem:
500/500  (500/500)
MP do Personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fogueira Sagrada - Pedido de Aceitação

Mensagem por Jhon Mayer em Ter Jul 03, 2012 11:56 pm

Aceito - 04/07 - Siga para o campo de concentração de Balder: Aqui
Nome: Jhon Mayer
Idade: 25
Servo de:Balder
Presentes escolhidos:Lança do aperfeiçoamento-Lança preta, com ponta dourada, detalhes em cetim branco. A lança é de fácil manuseio, qualquer servo de Balder pode usá-la com grande habilidade. A lança aumenta a sabedoria do servo. [Obrigatório]
Escudo da bravura-Escudo que faz quem bate nele ficar atordoado.[obrigatório]
Armadura da justiça -Armadura Branca, de ferro mesclado com aço, bem leve, pesa uns dois quilos apenas. O servo que usa essa armadura tem mais habilidade para fazer as posturas. [escolha]


História: Jhon era um garoto solitário, havia perdido seu pai em há alguns anos em uma batalha, seu pai havia servido ao deus Freyr. A sua mãe havia sido uma princesa do inverno e serva de Frigg. Ele teria que seguir o mesmo caminho da sua família. Ele deveria ir até a fogueira sagrada para descobrir o seu destino, destino este que poderia lhe transformar completamente.


Narre uma luta:

A noite estava bonita, as estrelas brilhavam, a lua tinha um aspecto magnifico e o vento não era nem frio, nem quente, era um vento delicioso. As árvores balançavam delicadamente, fazendo um som agradável. Uma luz iluminava toda a área, era o fogo da fogueira, era a fogueira sagrada, conhecida por sua família como a fogueira do destino, lugar esse que era utilizado para se escolhido o caminho que deveria ser seguido.

O rapaz quando viu aquela luz logo jogou suas coisas no chão e foi correndo fazer a oração que há anos esperava faze-la.

"Oh querido Balder, por anos esperei por isso, toda a minha vida desejei te seguir. Treinei para que eu pudesse chegar aos seus domínios com algum tipo de compreensão. Espero que não seja uma decepção para você e que minha vida esteja em tuas mãos." - lagrimas começavam a escorrer dos olhos do garoto e ele continuava a falar - " Meus pais serviram a outros deuses, mas sinto que o meu dever é fazer a tua vontade. Desejo crescer aos seus olhos. Entrego-me à sua vontade e que eu aprenda a ser tão grande como o senhor. Que a sua sabedoria inunde-me e que eu saiba administra-la, para que eu não me perca, e nem me faça superior aos demais. Que sua sabedoria me ilumine e deixe-me mais cauteloso com meus atos.

Ao terminar a sua oração passos foram ouvidos, era passos de um ser humano. Mayer, por ter passado sua vida treinando com armas brancas, devido ordens de sua mãe, sempre levava a sua bela Sked consigo, era uma espada de cerca de oitenta centímetros, que brilhava ao toque dos astros, era uma espada simples, sem nenhum poder ou algo especial.

Jhon, rapidamente, pegou a espada que está junto com suas coisa e esperou atentamente, perto da fogueira, o ataque do inimigo. Sem perceber, devido a agilidade do inimigo, o Mayer recebe um ataque no lado esquerdo das costas, três centímetros abaixo do pulmão, não ocorrendo nenhum dano muito grave.

Quase instantaneamente ao ataque o rapaz levou a sua espada em direção ao inimigo, que se afastou, fazendo com que a espada do Mayer cortasse somente o ar. Quando percebeu a escapulida do inimigo, o Jhon correu em direção ao humano na qual enfrentava. As espadas se encontraram.

O som foi tremendo, os pássaros começaram a voar com medo, e o fogo da fogueira começava a trepidar. Os dois olhavam-se olho no olho, era olhares de raiva, da guerra.

O inimigo empurrou a espada com garoto com a sua, fazendo com que o menos experiente (Jhon), fosse alguns passos para trás. As espadas voltaram a se encontrarem, pareciam que as forças se igualavam.

A luta poderia ter durado dias, porem o inimigo foi mais sábio, ele logo fingiu um ataque e deu uma rasteira no Mayer, fazendo com que o garoto caísse de costas para o chão e sua espada fosse para longe.

Rapidamente o inimigo apontou sua espada para a garganta do garoto, não dando chance de escapatória e começou a falar. - "Vejo que meu senhor receberá mais um servo." - ele sorriu - "Sou James, servo de Balder."




Faça uma oração ao deus que deseja servir, pode ser uma suplica, uma adoração, um pedido de perdão, entre outro. (minimo de 7 linhas): Encontra-se no texto acima.
avatar
Jhon Mayer

Mensagens : 8
Data de inscrição : 03/07/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fogueira Sagrada - Pedido de Aceitação

Mensagem por Arthur Pendragon em Qua Jul 04, 2012 9:30 am

Nome: Arthur Pendragon
Idade: 19
Servo de: Odin
Presentes escolhidos:
Espada de ouro eterno , Escudo das trevas e Armadura da sabedoria
História:
TEREI DE SAIR. QUANDO VOLTAR EU EDITAREI.
Narre uma luta: (minimo de 20 linhas)
TEREI DE SAIR. QUANDO VOLTAR EU EDITAREI.

Meu senhor Odin,
Estou aqui humildemente para tentar ser teu servo.
Desde a minha tenra idade sonho em ser um cavaleiro para servir a ti e seguir tuas ordens. Sabes o quanto esperei por este dia. O poder de um cavaleiro está em seu senso de justiça e sua honra e tenho ambas as coisas.
Que possa escutar esta minha súplica e possa atendê-la.
Atenciosamente.

Arthur Pendragon
avatar
Arthur Pendragon

Mensagens : 1
Data de inscrição : 04/07/2012
Idade : 23
Localização : Onde você menos esperar.

Ficha do personagem
Nivel: 1
HP do Personagem:
500/500  (500/500)
MP do Personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fogueira Sagrada - Pedido de Aceitação

Mensagem por Demetria Royce em Sex Jul 06, 2012 8:12 pm

Aceita - 07/07
Nome: Demetria Royce
Idade: 20 anos.
Serva de: Nótt
Presentes escolhidos:
Não possui ainda.

História:

Nasci, passando 14 anos de minha vida e minha presença na historia humana continuava a morar junto com meus pais, os dois eram pessoas muito gentis e gostavam muito de mim, pelo menos era o que eles diziam. Eu era filha única, até fim do ano retrasado onde minha pequena irmã Louise nasceu. A partir dai a atenção era só a ela, me deixando cada vez mais de lado.
Toda minha vida morando com meus pais não me imaginava viver longe deles, mesmo o que houvera no nascimento de Louise, seria complicado viver sem ver aqueles rostos todos dias, mas desde que me mudei comecei a fazer parte de uma nova vida. Estava sendo mais fácil do que eu imaginara.
Mais um ano depois, eu estou aqui, amigos me contavam historias de deuses e outras coisas, nunca disseram ser verdade, nos achávamos que era apenas lendas, quando fui chamada a uma festa que não passava de uma armadilha para me mostrarem a realidade, então vim parar aqui.

Narre uma luta:

Andava pela floresta a pouco tempo após acordar. Acordei já era 18:00 e estava super animada, meu dia tinha sido cansativo e dei uma descansada de meia hora antes de sair pela floresta. Penso em ir para a arena, treinar seria algo bom para fazer quando não se tem nada para fazer. Então vou em direção a arena, passando por um lago e várias árvores um pouco distante ainda. Quando chego lá pego uma espada e um boneco de ação. Começo a ataca-lo com uma mira em sua barriga deixando a lamina fazer um arranhado sobre seu peito, quando alguém me toca nas costas e viro rapidamente sem lembrar da espada e a passando perto do pescoço do menino. Ele da um passo para trás e ri.
-Quase me matou, o que te fiz para isso? Brincadeira, meu nome é Lucas, estou hoje aqui para ajudar a todos os campistas, precisa de ajuda?
-Desculpe, foi reflexo. Mas.. Poderia me ajudar sim.
Ele puxa a espada de um canto e deixa um sorriso encantador em seu rosto. O mesmo da um sinal que já poderia começar, e eu logo tento o atacar segurando com as duas mãos na espada deixando a lamina encostada em seu braço fazendo um arranhado na vertical, e ele ataca sua espada contra a minha fazendo deixar ela cair no chão, ele chega por tras de mim e poe sua espada em meu pescoço e sorri de leve chegando o rosto para perto de meu.
-Desiste?
Sorrio e piso na ponta de minha espada a jogando para cima e pegando-a no ar e posiciono minha espada retirando a dele de meu pescoço, rindo.
-Nunca.
Viro me de frente para ele, ele me diz.
-Você é boa, mas sua posição de segurar a espada esta meio errada.
Ele segura em minha espada mostrando-me como deveria realmente segura-la. Ele estava a segurando com uma mão, e fazia posições diferentes de ataques. Para me mostrar como eu poderia ganhar a luta sem muito esforço. Lucas me entrega a espada e fica olhando se eu iria conseguir, após ver eu segurar a espada novamente corretamente ele pega a ele e deixa a lamina passar por minha barriga, fazendo um corte em minha blusa e um arranhado em minha pele, o arranhado era pequeno, mas um pouco de sangue escorreu dali. Passo a mão sobre o corte e olho o sangue em minha mão.
Finco minha espada no chão e seguro em seu cabo me apoiando de lado e lhe dando um chute no meio do estomago rodando e ficando novamente em pé do outro lado na frente da espada, retiro-a do chão e passo ela contra o braço dele fazendo sangrar e Lucas cai no chão. Chego próxima a ele e deixo a ponta da minha espada em seu pescoço.
-Desiste?
Vejo ele rindo e rio também puxando a espada de seu pescoço enquanto o levanto.
-Gostou? Te superei?
Ele ri também e puxa a espada de minha mão.
-Ainda não.
Ele pega as duas espadas e as rodam entre os dedos, me da uma rasteira. Eu me seguro antes de cair ao chão e viro de costas ao chão rapidamente enquanto ele finge que iria me acertar com a espada em minha barriga. Meu reflexo me faz gritar alto e caio novamente de bunda no chão. Ele me puxa do chão e entrega me novamente minha espada.
-Estava brincando, você está pronta.
Sorrio e o ataco contra seu braço, de leve cortando a proteção de sua roupa que se localizava ali.
-Ish.. Vai precisar de uma nova.. - Rio enquanto fico olhando os estragos de sua roupa.
Vou para ataca-lo novamente e ele se defende com sua espada fazendo as duas rodarem e a minha se cai ao chão, ele faz um corte em minha roupa onde se localizava o cotovelo.
-Agora você também precisa.
Rio e chego próxima a ele e o mesmo me da um abraço já sabendo que no momento eu iria ir embora, logo o solto e vou voltando em direção ao destino.
Indicações da Historia:
Ações, Minhas palas, Falas de Lucas

Faça uma oração ao deus que deseja servir, pode ser uma suplica, uma adoração, um pedido de perdão, entre outro.
Minha querida Nótt,
Eu desejo me juntar aos seus servos pois admiro você, mesmo não a conhecendo muito, não conhecendo muito a nenhum dos deuses acho que nos seus servos seria o lugar certo a mim ficar.
Sendo a deusa da noite, acho que seria meu lugar correto, por amar a noite e me dar bem com ela. Espero que possam me incluir nesse grupo, isso me deixaria bem feliz.
avatar
Demetria Royce

Mensagens : 11
Data de inscrição : 04/07/2012
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fogueira Sagrada - Pedido de Aceitação

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum